CLDF vota previdência, mas Justiça pode barrar

//CLDF vota previdência, mas Justiça pode barrar

CLDF vota previdência, mas Justiça pode barrar

By | 2017-09-27T09:22:24+00:00 terça-feira, 26 de setembro, 2017|Clipping|0 Comentários

JORNAL DE BRASÍLIA – Em reunião de líderes, os deputados distritais decidiram colocar em pauta hoje o PLC 122/2017, que promove mudanças na previdência dos servidores do DF.

Uma discussão sobre o quórum necessário para aprovação do projeto, no entanto, coloca mais lenha na fogueira. Para governistas, bastam 13 votos “sim” para que o governo consiga transferir recursos do fundo previdenciário superavitário para pagar aposentados do fundo descapitalizado e, assim, deixe de disponibilizar todos os meses R$ 170 milhões para este fim.

Um mandado de segurança, de autoria do deputado Cláudio Abrantes (sem partido), no entanto, questiona que para fazer mudanças na previdência seria necessário maioria qualificada, e não simples. Portanto, pelo menos 16 votos.

Leia matéria completa: https://goo.gl/149Jh5

Foto: Divulgação CLDF

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário